• Catarata

    Cirurgia de Catarata

    A cirurgia de catarata está indicada em pacientes com catarata com comprometimento visual. A cirurgia de catarata é realizada com a técnica de facoemulsificação por micro incisões e implante de lente intra-ocular dobrável sem a necessidade de sutura. Isto permite maior segurança, rápida reabilitação visual e menor período de afastamento das atividades diárias para completa cicatrização das incisões.

    As lentes intra-oculares podem ser de diversos modelos e materiais, sendo as lentes acrílicas hidrofóbicas as mais utilizadas no mundo atualmente. As lentes intra-oculares tem apresentado avanços importantes nos últimos anos, tendo destaque o desenvolvimento de lentes asféricas que permitem uma melhor qualidade visual, as lentes tóricas para tratamento do astigmatismo e as lentes multifocais que permitem boa visão de longe e perto. Além disso, estas lentes podem apresentar filtros para determinados comprimentos de onda, dando maior conforto aos pacientes.

    A indicação e decisão de qual tipo de lente intra-ocular implantar deve ser feita em conjunto com o seu oftalmologista.

  • Glaucoma
    O glaucoma é uma doença ocular que provoca lesão no nervo óptico e campo visual, podendo levar à cegueira. Na maioria dos casos, vem acompanhado de pressão intraocular elevada, mas pode ocorrer glaucoma de “baixa pressão”.

    O Glaucoma pode ser:
    Congênito: presente no nascimento, os recém-nascidos apresentam globos oculares aumentados e córneas embaçadas. O tratamento é cirúrgico;
    Secundário: ocorre após cirurgia ocular, catarata avançada, uveítes, diabetes, traumas ou uso de corticoides;
    Crônico: costuma atingir pessoas acima de 35 anos de idade. Uma das causas pode ser obstrução do escoamento de um líquido que existe dentro do olho chamado humor aquoso. No glaucoma crônico, os sintomas costumam aparecer em fase avançada, isto é, o paciente não nota a perda de visão até vivenciar a "visão tubular", que ocorre quando há grande perda do campo visual (perda irreversível). Se a doença não for tratada, pode levar à cegueira. Por isso o exame oftalmológico anual, preventivo, é fundamental para detecção e tratamento precoce. Em geral o tratamento é realizado por meio de colírios, entretanto, caso o tratamento clínico não apresente resultados satisfatórios a cirurgia torna-se uma opção.

    Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
  • Retina Clínica e Cirúrgica

    Fotocoagulação a laser da retina

    Procedimento utilizado para tratar pacientes com lesões oculares secundárias ao diabetes em estágios avançados (Retinopatia Diabética Proliferativa e Edema Macular Clinicamente Significativo), tratamento de roturas na retina para prevenção de descolamento de retina e etc.


    Injeção Intra-vítrea

    O advento da terapia com drogas intra-vítreas tem permitido a melhora parcial da visão ou estabilização da perda de visão em pacientes com doenças graves do olho (DMRI exsudativa, Edema Macular diabético de difícil controle e etc), mudando a perspectiva e a qualidade de vida dos pacientes acometidos por estas doenças.

    Neste cenário de drogas intra-vítreas, a terapia com anti-angiogênicos ( Avastin®, Lucentis®, Eyelea®) tem tido maior destaque por apresentar melhores resultados clínicos no tratamento do edema macular secundário a Oclusões Vasculares da Retina (Oclusão de Veia Central ou de Ramo de Veia Central da Retina), DMRI Exsudativa e Edema Macular diabético de difícil controle.

    O uso destas medicações deve ser feito de forma cuidadosa por oftalmologistas com especialização em retina clínica e cirúrgica no intuito de obter os melhores resultados possíveis e com menor efeito colateral aos pacientes.


    Cirurgias de Retina

    No tratamento de doenças da retina, pode ser necessário a intervenção cirúrgica no intuito de minimizar danos e estabilizar ou melhorar a visão do paciente. A depender do tipo da doença, podemos contar com os seguintes procedimentos cirúrgicos:

    • - Vitrectomia Posterior (Via Pars Plana) com e sem endolaser
    • - Cirurgia de Mácula
    • - Introflexão Escleral
    • - Retinopexia Pneumática

    Estes procedimentos são utilizados em algumas doenças da retina como o Descolamento de Retina, hemorragia intra-vítrea secundária ao diabetes, tratamento do buraco macular e etc.

  • Neuroftalmologia
  • Lentes de Contato

    Teste de adaptação de Lentes de Contato

    A adaptação de lentes de contato (LC) é um procedimento médico que exige uma avaliação completa do paciente, levando em consideração a visão e a capacidade do olho em se ajustar a lente de contato sem causar problemas na córnea e na dinâmica da superfície ocular.

    No processo de adaptação da LC é importante avaliar as condições clínicas da córnea do paciente através da Microscopia Especular de Córnea e outros testes oculares (Topografia Computadorizada de Córnea, testes para detecção de olho seco e etc) com o objetivo de escolher a lente que melhor se ajuste ao olho do paciente. Esta avaliação permite a adequada correção do problema de grau que o paciente apresenta (miopia, hipermetropia ou astigmatismo) de forma segura aos olhos do paciente candidato ao uso de LC.

    As lentes de contato são um corpo estranho que devem ser ajustados as condições oculares do paciente para obter o resultados satisfatórios de visão e adaptação a superfície do olho, evitando que lesões secundárias como úlceras de córneas e irritações oculares ocorram. Somente a avaliação cuidadosa do seu oftalmologistas pode permitir o uso adequado e com segurança da lente de contato.

  • Oftalmologia Geral